Eleições 2018: cinco dias para você se preparar para as urnas

A política está cada vez mais presente nas rodas de amigos e nas reuniões familiares. Debates e brigas a parte, a questão é que todo o interesse em se posicionar e pesquisar sobre o assunto é ótimo. Contudo, a preocupação em discutir e colocar seu ponto de vista ao outro, muitas vezes, é maior em relação a preocupação real da preparação para o dia das eleições, em que a diferença é feita nas urnas. Assim, muitos ficam perdidos e faltando apenas alguns dias para o grande evento tudo se embola. Chega na hora você passou mais tempo discutindo nas redes sociais ou nas rodas sociais e o resultado é que você não se preparou. Então, se liga nas dicas que separamos para você se programar tranquilamente e seguramente sobre o seu papel como cidadão brasileiro.

Título de eleitor: não deixe para procurar o seu título no domingo! Faltam alguns dias para a votação e para não ficar naquela correria doida, em meio ao almoço e a gritaria da família reunida, procure agora e deixe em um lugar fácil. No caso de não achar leve o RG ou algum outro documento com foto e tudo certo pra votar.

Candidatos: se preparar para as eleições é fundamental para cobrar qualquer coisa no futuro. Então, pesquise sobre os candidatos, suas propostas, se é ficha limpa ou não, se são coerentes em seus discursos e se representam sua ideologia. Não opte por votar nulo ou branco porque assim você dá margem a outras pessoas decidirem por você. Exerça o seu papel de cidadão e lute pela mudança que tanto almeja. Não deixe de pesquisar bem os candidatos a deputados (estadual e federal), pois eles são essenciais nas decisões da câmara e fazem toda a diferença – seja positiva ou negativa. Ahh, e não se esqueça de levar sua colinha porque são muitos votos: presidente, governador, dois senadores e dois vereadores (estadual e federal).

Pesquise os candidatos e seus projetos – clique aqui.

Não se atrase: se programe para votar na parte da manhã ou após o almoço. Você tem até as 17:00 pra ir até a sua zona eleitoral, mas ir antes é melhor para garantir que seja feito de maneira tranquila.

Evite manifestações durante o trajeto: essa eleição, sem dúvida alguma, é a mais difícil de todas e a mais carregada de discórdias e discursos de ódio. É o seu direito se manifestar através de roupas, adesivos e discursos, mas pense que diante de tanta intolerância é mais prudente você garantir sua segurança, porque existem pessoas que estão tomadas pelo fanatismo e isso pode ser perigoso. Portanto, vá tranquilamente e deixe para se manifestar, caso deseje, nas redes sociais.

Garanta que a democracia seja mantida: com apenas 32 anos de democracia é
preciso prudência na hora de entregar o seu voto. A luta para o Brasil sair da ditadura militar, que durou 21 anos, e ser um país livre e democrático foi dura e trágica. O nosso dever enquanto cidadãos brasileiros e seres humanos é optarmos por candidatos que não sejam ameaça direta a nação. Estudar sobre a história do nosso país é fundamental para identificarmos o que pode representar o retrocesso e o que pode ser o caminho para um futuro, ainda que longo, de melhorias e evolução.

Boa eleição,

 

 

Milene Rolan, Redatora do Feijoada Completa

Deixe uma resposta